Whippet

Origem: Grã-Bretanhawhippet

Tamanho: Médio

Área de criação: Média

Temperamento: Dócil

Atividade física: Moderada

 

O Whippet é uma raça relativamente recente, muitas teorias sustentam que a raça teve a sua origem bem antes, baseando-se em pinturas e artefatos que trazem como decoração a figura de cães muito semelhantes ao Whippet. No entanto, a teoria mais aceite atualmente é de que o Whippet tenha surgido mesmo no século XIX, a partir do acasalamento de Greyhounds com cães Terriers , com o objetivo de produzir um cão especialista na caça às lebres e coelhos e que ao mesmo tempo fosse rápido o bastante na caça dos ratos.

A raça ganhou mais popularidade entre os ingleses com a evolução das corridas. Como os Greyhounds eram praticamente exclusivos dos nobres, os whippets foram adotados pelos trabalhadores e camadas mais baixas da sociedade inglesa, chegando mesmo a se tornar conhecido como “o Greyhound dos pobres”.

O Whippet faz parte de uma grande família canina, os Galgos. Essa família é formada pelo Afghan HoundBorzoiGreyhound, Galgos espanhol e italiano, Saluki, entre outros. Foto do site Whippet BrasilAs principais características que une todos os exemplares é de um lado, a forma anatómica do seu corpo, totalmente adequado para o desenvolvimento de grandes velocidades, e a forma pela qual desempenham a caça: são chamados de sighthounds, ou sejam cães que têm uma acuidade visual impressionante e que usam esse sentido para seguir a presa, normalmente tão rápida quanto eles próprios.

A forma aerodinâmica do seu corpo – com linha superior arqueada, pernas longas e muito bem anguladas e a praticamente inexistência de gordura – faz com que alcancem grandes velocidades num espaço muito reduzido de tempo. Segundo os estudos, os Whippets – e os galgos em geral – são cães de ‘tiro’. 

Além de serem exímios corredores e garantirem diversão aos seus proprietários, os Whippets conquistaram o seu lugar de destaque na cinofilia pela sua personalidade característica. São cães que da mesma maneira que brilham nas pistas de corrida, batendo recordes de velocidade, podem passar horas deitados ao lado dos donos sem se fazer ‘perceber’ por quem quer que seja.

 

Foto do site Interdog's Ladram pouquíssimo e apesar de terem sido desenvolvidos para as corridas, adaptam se à vida em pequenos espaços. Suas características de excelentes companheiros, brincalhões, extremamente fiéis, afetuosos e independentes, fizeram do Whippet uma excelente opção como cão de companhia.

whippet-corel.JPG (15183 bytes)

 

A sua constituição física faz dele um excelente companheiro para caminhadas e um exímio praticante de desportos que requerem velocidade e agilidade como agility  e flyball.

 

É um cão muito afável mesmo com estranhos e pode se dar muito bem com outros cães.

 

Os filhotes de whippet são muito ágeis e brincalhões, donos de uma energia inesgotável. Por isso é muito importante estabelecer logo limites bem claros entre o que pode e o que não pode.

Foto do site Whippet Brasil

 

Na fase de crescimento é muito importante que o filhote seja supervisionado quanto à alimentação, porque, segundo a maioria dos criadores, os filhotes ‘esquecem’ facilmente de que precisam se alimentar ao invés de brincar.

Exercícios são fundamentais para o bom desenvolvimento físico e mental dos filhotes. É importante ter em mente que os Whippets apreciam muito as corridas ‘livres’, mas por serem cães de caça, é arriscado deixá-los andando soltos – sem guia – em espaços não cercados e seguros, uma vez que, certamente, perseguirão qualquer coisa que chame a sua atenção, especialmente outros cães, gatos, ou até mesmo uma folha de papel que esteja em movimento.

 

O Whippet possui uma pelagem bem curta e de fácil manutenção. Por essa razão é um cão que dificilmente apresenta cheiro forte, a não ser, claro, que esteja realmente imundo.

Todas as cores e marcações são aceites de acordo com o padrão da raça, o que torna o Whippet uma raça com uma enorme variedade física. Outra característica importante é que a côr dos filhotes ainda pode mudar de acordo com a idade. Não são raras as vezes em que um filhote chega aos 8/9 meses com uma pelagem de cor diferente daquela que tinha aos 50 dias.

Apesar da sua aparência ‘frágil’, é um cão muito forte e resistente e, uma vez que receba alimentação adequada e exercícios frequentes, dificilmente terá problemas graves de saúde.

Devido à baixa taxa de gordura no corpo, deve-se ter cuidado redobrado com eles no inverno, evitando que durmam expostos ao frio.

 

whippet2

 

 

 

 

Fontes: anuariocaes.com.br / dogtimes.com.br

 

 

 

artigos relacionados:

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *