Clumber Spaniel

Origem: Inglaterraclumber spaniel 1

Tamanho: Médio


Área de criação: Média


Temperamento: Dócil


Atividade física: Leve

 

 

O Clumber Spaniel é um dos mais antigos spaniels, surgindo no início do século XVIII. Era muito apreciado pela aristocracia inglesa. O nome da raça deriva do nome do castelo de Clumber (em Nottinghamshire) que pertencia aos duques de Newcastle. Segundo conta a lenda, nos anos que antecederam a Revolução Francesa o Duque de Noailles era um apaixonado criador desta raça e com o início das revoltas sociais ele transferiu os seus cães para a Inglaterra e os confiou ao Duque de New Castle em Clumber Park, de onde a raça obteve o nome. O Duque de Noailles morreu na Revolução, mas a raça que criou sobreviveu como um legado do seu trabalho. Apesar desta versão, os estudiosos não conseguem comprovar que os Clumbers tenham, de fato, vindo da França.

Embora a ascendência exata seja desconhecida, muitas teorias foram criadas para explicar o seu porte físico avantajado e excelente faro. Alguns estudiosos chegaram a propor que o Clumber teria sido o resultado do acasalamento de um cão chamado “Spaniel Alpino” cuja existência nunca foi efetivamente comprovada e o Basset Hound.

Independente da sua origem, o certo é que o Clumber foi facilmente adotado pela aristocracia inglesa, inclusive sendo o príncipe Eduardo III um grande entusiasta da raça.

Por volta de 1900, o Clumber chamou a atenção dos caçadores devido ás suas grandes qualidades como cão de caça, apesar de ser considerado lento, era um excelente localizador de caça. No entanto, com o desenvolvimento das demais raças de Spaniels, como os cockers, a sua popularidade como cão de caça começou a declinar por volta de 1910, mas a raça transformou-se numa raça essencialmente como cão de companhia.

Os norte-americanos descobriram o Clumber depois da Guerra e foi uma raça de reconhecimento tardio pelo AKC. 

Extremamente pacato e bonachão, muito diferente da grande maioria dos spaniels, o Clumber é um cão dócil e muito devotado. Apesar da tranquilidade, não é um cão apático… é um excelente companheiro e muito divertido.

Sociável com outros cães e com crianças, o clumber não é do tipo que faz ´festinhas´ para quem não conhece. Mas uma vez que estabelece as suas ´amizades´ é adorável e muito brincalhão.

 

clumber spaniel

 

 

Como bom cão pastor, é um excelente companheiro, muito leal aos donos e equilibrado em nas relações. É um companheiro perfeito para pessoas sociáveis e é bastante tranquilo com relação às suas necessidades. Não costuma estranhar a visita de pessoas de fora do seu cotidiano.

Entre os cuidados necessários com a pelagem do Clumber estão a escovação pelo menos semanal e a tosa a cada 30 dias dependendo do crescimento do pêlo do cão.

Por seu inegável instinto de caçador, é conveniente ensinar noções básicas de obediência desde cedo e evitar deixar o filhote andando sem coleira.

Outro cuidado especial com o filhote diz respeito à alimentação, que preferencialmente deve ser à base de ração industrializada, evitando assim que manifeste tendência à obesidade. Deve-se evitar alimentos gordurosos; além daqueles à base de amido, como pães, bolachas, massas, biscoitos.

 

Menos propensos do que os Cocker a ter problemas de otite, porque são menos dotados de pêlos, merecem especial atenção a higiene dos olhos, porque são bastante sensíveis.

 

clumber spaniel 2

 

 

 

 
 
 
 
 

 

artigos relacionados:

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *