Braco Alemão Pêlo Curto

Origem: AlemanhaBracoalemao-pelo curto1

Tamanho: Grande

Área de criação: Grande

Temperamento: Dócil

Atividade física: Intensa

 

O Braco Alemão de Pelo Curto ou Pointer Alemão, foi desenvolvido na Alemanha desde o século XVII por criadores que buscavam um cão que pudesse ser usado em diversos tipos de caçadas, tanto a animais de penas como de pêlo, fosse hábil apontador e, principalmente, rápido. É conhecido também como Kurzhaar e tem sua origem ligada aos pointers espanhóis, ao Foxhound – de quem herdou a velocidade – e ao Bloodhound, cuja herança foi o faro invejável. Segundo outras fontes, o Pointer Alemão foi o desenvolvido a partir de cruzamentos do Braco Italiano e de cães caçadores espanhóis.

De aparência elegante, tamanho menor, mais rústico e resistente do que o Pointer Inglês, este versátil caçador foi levado para os EUA apenas na década de 1920, e logo tornou-se muito popular sendo apreciado pelos caçadores por sua versatilidade e energia.

Extremamente hábil na caça de patos, gansos e faisões, pode ser usado também na caça a animais de pêlo e actua bem tanto na terra quanto na água. É um cão que foi desenvolvido para caçar perto do dono de quem espera os sinais para “levantar” a caça e trazê-la intacta. No Brasil, em função das restrições à caça é pouco conhecido, mas, os poucos criadores são apaixonados pela raça.

A sua pelagem curta exige poucos cuidados por parte dos donos, sendo necessária apenas escovação para manter seu brilho natural e evitar o acúmulo de pêlos mortos.

O Braco Alemão pode ser preto ou fígado (chocolate), sólido ou ruão (branco) Não há preferência de uma cor sobre a outra. A tonalidade de ´ruão´ (salpicado) também pode variar de uma presença bastante clara dos pelos brancos, até uma mescla bem fechada, resultando num cão mais ´escuro´. Nos cães sólidos é permitida algumas marcações em branco. O acasalamento entre cores – e padrões – é permitido.

É um cão extremamente afetuoso e estabelece grandes vínculos com o seu dono, procurando sempre estar ´por perto´ ou no mínimo, saber exactamente onde o dono está. Assim como a maioria das raças, não se adapta bem a longos períodos de solidão. Por sua natureza sempre alerta, é um cão de alarme bastante eficiente, apesar disso não se caracteriza como cão de guarda.

Assim como os dálmatas, os Bracos nascem totalmente brancos – apenas as áreas manchadas já são identificadas no nascimento. As pintas – mescladas de branco e fígado ou preto – começam a aparecer após 15 dias.

Os filhotes são incansáveis e adoram brincadeiras. Justamente por terem grande energia podem ser “arteiros” quando filhotes e precisam desde cedo que o dono imponha seus limites.

O instinto caçador do Braco Alemão é tão forte que os filhotes mesmo bem jovens são capazes de “apontar” a caça em suas brincadeiras.

Aprende com facilidade os hábitos de higiene e com uma energia invejável são capazes de passar horas às voltas com as brincadeiras, especialmente aquelas que “simulam” a actividade de caça, como correr atrás de objetos. 🙂 

Para aqueles que pretendem utilizar suas qualidades para caça, recomenda-se um treinamento específico, uma vez que é necessário que haja um “timing” perfeito com o caçador.

 

 

 

 

 

 

 

Fontes : anuarioscaes.com.br / dogtimes.com.br

 

artigos relacionados:

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *