American Staffordshire Terrier

Origem: EUAStaffordshire-terrier

Tamanho: Médio

Área de criação: Média

Temperamento: Reservado

Atividade física: Intensa

Os Staffordshire Bull Terrier foram desenvolvidos para a função de cães de luta e, para isso, os criadores utilizaram entre outros, diversos Terriers e Bulldogues. O objetivo foi plenamente alcançado e a raça Staffordshire Bull Terrier ganhou enorme popularidade na Inglaterra, enquanto as lutas foram permitidas oficialmente, até o século XIX.

Da Inglaterra os Staffordshire Bull Terrier foram exportados para os Estados Unidos e tem-se início uma nova fase no desenvolvimento dos American Staffordshire Terrier, especialmente quanto à sua estatura, culminando com a troca do nome da raça para o actual.

Staffordshire-terrier1O desenvolvimento dos American Staffordshire Terrier está intimamente ligado ao de outra raça: os Pit Bull Terrier . Tanto é verdade que o proprietário de um legítimo American Staffordshire Terrier pode registrar o seu cão no American Pit Bull Terrier enquanto que o inverso não é permitido.

A principal motivação para esta ‘cisão’ é a evolução da própria criação de cães, que passou a dar mais valor aos cães equilibrados e de boa conformação que pudesse frequentar as exposições de beleza e estrutura. Assim, os criadores passaram a valorizar mais os cães cujo temperamento fosse mais previsível e adaptado a convivência com outros animais. Com esse objectivo em mente, a selecção tornou-se mais criteriosa, excluindo-se as linhagens de temperamento mais belicoso, bem como aqueles que apresentavam tendência a desenvolver problemas genéticos como surdez.

Como todos os Terriers, os American Staffordshire Terrier são cães especialmente corajosos e com altas doses de energia. Ao contrário do que a maioria dos Terriers, no entanto, são quietos e não latem desnecessariamente.

De maneira geral, são cães bastante dominantes – provável herança do seu ancestral inglês – e por essa razão devem ter donos muito experientes e, sobretudo, responsáveis. Os bons cães, ou seja, aqueles criados levando-se em conta os critérios adequados quanto ao temperamento e conformação, são bons guardas sem serem excessivamente agressivos.

São bastante tolerantes com crianças, mas até em função de seu porte físico, não devem ser deixados sem supervisão uma vez que durante as brincadeiras podem vir a derrubá-las.

Como todo terrier, os American Staffordshire Terrier precisam ser estimulados à obediência desde cedo, caso contrário podem desenvolver um traço forte de personalidade dominante e sair do controle do dono.

Também é fundamental a socialização do filhote não apenas com outros cães como também com pessoas e ambientes.

O adestramento básico de obediência é quase obrigatório para os cães que possuem estas características de dominância e actividade e de maneira geral os resultados aparecem tanto mais rápido quanto maior for o envolvimento do dono no processo de treino.

O American Staffordshire Terrier não preocupa muito seus donos com relação à sua saúde. Além de seu pelo curto exigir poucos cuidados para se manter limpo, não há registros de problemas específicos da raça.

Staffordshire-terrier2

 

 

 

 

 

 

Fontes: anuariocaes.com.br / dogtimes.com.br

You may also like...

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *